MUDANÇA DE PARADIGMA

Comentários · 578 Visualizações

“Se queres progredir, realizar seus sonhos, crescer na vida; então mude de paradigma, quebre os tabus e saia da Zona de conforto; esta é a receita”. (J.Edson)

PARA MUDAR, TEMOS QUE CONHECER NOSSOS INIMIGOS

Desde que saímos do banco da praça, eu e Daniel nos falamos bastante. Acompanho o sofrimento dele em querer mudar. No início foi muito difícil, afinal, velhos hábitos não são fáceis de deixar para trás.

Nosso último encontro foi na frente da casa dele, estava consertando a bicicleta do filho, perguntei como estava indo, e ele com um sorriso amarelo respondeu. – Do mesmo jeito, nada de grana.

- Sabe Daniel, nós escolhemos o que plantar, mais somos obrigados a colher o que semeamos. Você entende isso?

 

1a. Parte: COM VOCÊ FOI ASSIM?

 

Daniel parou de arrochar o parafuso, olhou para mim com uma cara desdém e eu continuei.

- Você escolhe o que quer fazer, mas tem que colher o resultado dessa escolha. Agora você não está fazendo nada para mudar a sua vida, sempre que eu ligo para você têm uma desculpa pronta na ponta da língua. Já esqueceu seus boletos?...

Me interrompendo. - E eles dão folga!?

- Verdade, nunca dão. E já pensou como vai pagar todos? Como vai entrar dinheiro no seu bolso?

- Têm alguma vaga de emprego que eu possa preencher?  - Perguntou Daniel já se levantando e colocando a bicicleta consertada em pé.

- Já te disse que não sou agência de emprego, mas sou provedor de oportunidades. Não trabalho com carteira “assim nada” e sim como empresário na internet. É fácil, mas requer persistência, determinação, disciplina... – Novamente me interrompendo, Daniel falou: - Se requer tudo isso, você ainda diz que é fácil?

- Sabe Daniel, tenho que ir, se você quiser mudar de vida, se quiser dar uma quinada nas suas finanças, posso te ajudar, mais se quiser continuar dando desculpas para si mesmo... nada posso fazer. Inté mais!

Alguns dias depois, a minha campainha toca. Levanto abro a porta e dou de cara com Daniel. Ele entra, senta, coloca os cotovelos na mesa, entrelaça os dedos e coloca o queixo em cima das mãos e pergunta: - Qual semente você plantou para ter toda essa grana?

- Estar disposto a pagar o preço? Porquê até agora não senti determinação nas suas atitudes. Vejo que você tem muitos inimigos...

- Não, não tenho inimigo, graças a Deus. – Informou com firmeza enquanto colocava as mãos sobre a mesa.

- Deixa eu explicar melhor. Quando falo dos seus inimigos, estou fazendo referencia as atitudes que nos tiram do nosso caminho, do nosso foco, do nosso objetivo. Exemplo, novelas, seriados, filmes, futebol na tv, entre outros, que chamamos de sabotadores, de nossos inimigos ocultos ou como alguns falam, nossos inimigos internos, nossos diabinhos entre outros nomes que no final diz a mesma coisa, são os responsáveis pelos nossos fracassos. E também têm os vampiros...

- Vampiros, agora você foi longe demais, isso nem existe. – Retrucou Daniel zombando das minhas palavras.

- Existem sim, são aquelas pessoas que colocam você para baixo, que diz que nada dar certo, bota terra no nosso chopp, não são ninguém, não tem coragem de mudar, só falam de problemas, são os conformados com a vida que levam e não aceitam que outros cresça. Sugadores de energias. Tenho certeza que você conhece alguém assim.

Daniel fez com as mãos um gesto de muitos.

Comentários